Ore pelo Paraguai

População: 7.356.000(2011)

Religião: 5,0% Protestantes

perfil missionrio - marcio y martha

Missionários Coordenadores Marcio José e Marta Aguilar
ministerioalma@gmail.com
Visite o site
Projeto_Paraguai_-_Programas_de_Alcance
Home Notícias Missionárias Paraguai Missão Total desenvolve trabalhos no país vizinho

logo misso total paraguai

A Missão Total tem tomado iniciativas para evangelização do país vizinho, que até então é um dos países menos alcançado pelo Evangelho, o interior do país está também entre as regiões mais pobres, e com 7 milhões de habitantes o Paraguai é em proporção o país mais católico da América. 39% da população é menor que 18 anos. Existem ainda milhares de índios que vivem isolados e discriminados. A religião predominante é o catolicismo com práticas de ocultismo. As igrejas evangélicas em geral são pequenas e a maioria sem capacitação para o trabalho missionário. 

São apenas “5%” de “evangélicos”, e o processo de discipulado e formação de obreiros geralmente é muito lento, o que tem atrasado o crescimento das Igrejas. São mais de 400 distritos sem nenhuma Igreja. Nas regiões mais pobres e no interior a população de evangélicos na maioria dos casos não chega a 1%.

Confira na carta abaixo, um relatório enviado pelo pastor missionário Márcio José da Missão Total Paraguai:

Interior do Paraguai, Relatório de Outubro 2016

Graça e paz do Senhor sejam com todos.

 

Amados irmãos, obrigado por acompanhar nossos relatórios do Projeto Paraguai que realizamos por meio da Missão Total e parcerias, obrigado por de alguma forma fazer parte da missão de Deus no interior deste pais junto conosco. Neste mês saímos para uma curta viagem de 22 dias no Brasil a qual denominamos Mobiliza 2016, em ocasião desta estamos levando materiais de divulgação da Missão Total Paraguai e ministérios apoiados por esta, com objetivo de prestar contas aos parceiros e reanimar outros, além de mobilizar mais igrejas e irmãos a se comprometerem com a razão da existência da Igreja que é Missões, também estamos conclamando que se envie novos candidatos ao campo missionário, tem sido uma benção, oramos para que logo vejamos resultados.

REPATRIACIÓN: O missionário Nelson com a família está muito animado com a obra que Deus tem feito ali usando suas vidas, nós todos nos alegramos com a motivação dos poucos irmãos que ali congregam e dos novos que estão chegando, logo teremos outro batismo. Os filhos dos missionários estão se capacitando, a Beth está firme aprendendo a profissão de cabeleireira e o Justo começou aulas de violão recentemente, obrigado por nos ajudarem a ajudar essa família.

CARAYAO: Tivemos bons momentos com os irmãos ali antes de sair para essa curta viagem que citamos no início, tivemos um culto especial de intercessão e fomos comemorar o aniversário da irmã Margarita, também, eu e Marta tivemos um tempo com os nossos discípulos para estudar a palavra, também pudemos contar com o apoio do pastor Juan da Igreja Arca ensinando os irmãos. Depois de viajarmos, os cultos dos domingos ficaram na responsabilidade dos pastores da Igreja Batista de Coronel Oviedo quem são homens de Deus e tem dado um alimento solido para Igreja em Carayaó. Soli Deo gloria!

CRIANÇAS: A irmã Lorena junto com as filhas Clara e Liz tem feito um trabalho maravilhoso e com muito amor com as crianças em Carayaó, a missionaria Marta esteve trabalhando alguns materiais com elas e cremos que agora haverá um trabalho constante. Ore pela constância dos irmãos em nos ajudar, a inconstância na obra e mesmo na fé tem sido um desafio ainda.

SANTA CATALINA: O projeto de implantar a primeira Igreja em Santa Catalina esteve parado desde abril, não estávamos atendendo mais o local por falta de obreiros e tempo, mas desde o início do mês a obra tem recebido apoio ali através do pastor Carlos que aceitou nosso convite e está servindo aos irmãos através de células com proposito de implantar uma igreja no futuro. Ele não nos pediu nada, mas sabemos que precisa de apoio para o deslocamento, além é claro das nossas orações, ore e nos ajude a ajudar.

TIM: O Treinamento Intensivo de Missões terminou a fase de 4 meses de teórico, o Oscar já retornou para sua cidade Natal depois de passar esse tempo nos ajudando. Os alunos já estão no prático, e até o presente momento já passaram 13 dias em Repatriación onde tiveram uma linda experiência ao lado do pastor Nelson e família com os irmãos do local. Na semana passada eles foram para Naranjal, e essa semana em Tavai onde estão tendo uma experiência de Deus também ao lado do pastor Ramon e Igrejas na região, infelizmente uma aluna desistiu do processo, mas Deus tem o controle e estamos felizes com o andamento apesar das adversidades. Para o próximo treinamento no segundo semestre do ano que vem esperamos mais alunos, quem sabe sua igreja não tenha alguns candidatos, ore e envie!

 

Agradecemos a todos e pedimos por outros que venham a somar conosco nessa tarefa de alcançar os menos alcançados no interior do Paraguai. Ore e se comprometam, Missões é a razão de existir da Igreja!

 

"Esforçando-me sempre em anunciar o Evangelho onde Cristo ainda não é conhecido" Romanos 15.20

Deus os Abençoe / Ñandejara Tanderovasa

 

No Amor de Cristo, escritório MTP, coordenador Marcio José

Leia mais: www.projetoparaguai.com

A Missão Total tem tomado iniciativas para evangelização do país vizinho, que até então é um dos países menos alcançado pelo Evangelho, o interior do país está também entre as regiões mais pobres, e com 7 milhões de habitantes o Paraguai é em proporção o país mais católico da América.

39% da população é menor que 18 anos. Existem ainda milhares de índios que vivem isolados e discriminados. A religião predominante é o catolicismo com práticas de ocultismo. As igrejas evangélicas em geral são pequenas e a maioria sem capacitação para o trabalho missionário.

São apenas “5%” de “evangélicos”, e o processo de discipulado e formação de obreiros geralmente é muito lento, o que tem atrasado o crescimento das Igrejas. São mais de 400 distritos sem nenhuma Igreja. Nas regiões mais pobres e no interior a população de evangélicos na maioria dos casos não chega a 1%.